DESCULPEM-NOS OS SOVINAS, MAS HÁ CONTEXTOS NOS QUAIS O MODELO É FUNDAMENTAL NA FOTO PUBLICITÁRIA

Há alguns tipos ou estilos de fotos para campanhas publicitárias, sejam elas para jornais, revistas ou internet, que definitivamente necessitam da figura de um ou mais modelos que ofereçam ao trabalho uma humanização, pois ela, com certeza, gerará maior e melhor resultado. Em alguns casos, em produtos como carros, cosméticos, roupas ou moda, a presença do consumidor na forma de um modelo é mais que eficiente para atingir o público alvo, entretanto, no geral, há também o entrosamento idealizado com os objetivos propostos: o quê se espera, como e qual o resultado almejado em cada produção fotográfica?

Existem casos de briefing em que apenas o produto se mostra suficiente. Contudo, quando a produção necessita da presença dos modelos, além dos diversos cuidados a serem tomados com a técnica, iluminação, fundo, entre outros fatores, é necessário produzir a figura de quem ilustrará a foto. Tudo tem de ser pensando com antecedência – o figurino, a maquiagem, as mãos que devem ter unhas bem cuidadas ou pintadas, tudo vai depender do que se pretende.

No processo de seleção do modelo ideal, a foto também é necessária com a presença fundamental do diretor de criação da campanha e figurinista, ou de um especialista em moda no acompanhamento, assim como na escolha final. É primordial se observar se as figuras testadas possuem o perfil do produto e conseguem passar afinidade com a proposta da campanha. Uma modelo pode ser linda pessoalmente e não ficar bem nas fotos, eis porque é fundamental também a fotogenia ser avaliada.

Os modelos são muito importantes no processo da fotografia e contribuem para o trabalho quando são profissionais e se cuidam – é importantíssimo que eles tenham, por exemplo, boas horas de sono antes da sessão fotográfica para minimizar o uso de maquiagem, o uso de gelo para fechar poros… Toda a equipe que participa da produção ou processo artístico, entre eles maquiadores, figurinista, passadeira, equipe do estúdio, todos são essenciais no resultado final, dado que se trata de um esforço conjunto.

O fotógrafo, por sua vez, precisa ter a sensibilidade de detectar no modelo seu ponto forte para fotografia, qual a melhor iluminação, o melhor ângulo e no que a figura que ilustrará a foto acrescentará ao produto ou serviço prestado a ser divulgado.

Algumas campanhas, como de moda, por exemplo, são ilustradas, em certas ocasiões, por atores, jogadores ou celebridades que não possuem aquela “pegada” ideal para fotografia. Neste caso, é preciso buscar no personagem seu melhor perfil e induzi-lo a ficar muito à vontade durante a sessão de fotos, para que ele não transmita, por meio da própria imagem, aquele ar de desconforto, antipatia ou até falsidade. O modelo precisa estar sintonizado ao produto, portanto, tem de passar credibilidade, isto é, incorporar um verdadeiro consumidor do produto.

Em síntese, a foto publicitária ideal é aquela em que o fotógrafo tem a sensibilidade de unir no resultado final todo o conjunto de forma harmoniosa e interessante. O resultado deve obrigatoriamente atrair muitos olhares, óbvio, tanto os mais atentos como os mais distraídos que, como sabemos, são maioria seja aqui, seja na China.

Fonte: Portal da Propaganda
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s