V Congresso da Indústria da Comunicação

Muito legal, eu queria ir… Eu vou colocar abaixo todas as informações do evento, para quem estiver interessado participar!!

O V Congresso da Indústria da Comunicação, que acontece de 28 a 30 de maio no World Trade Center, em São Paulo, será um grande marco para a comunicação brasileira.

Em sua quinta edição, em que o foco deixa de ser apenas a publicidade e passa a ser muito mais abrangente, o evento vai debater as principais questões que afetam o setor com os mais destacados líderes da indústria da comunicação brasileira.

Os temas do Congresso foram definidos pelas 37 entidades participantes, tendo à frente a ABAP, e serão discutidos em 13 comissões. Cada uma terá presidente, secretário-geral, relator, debatedores e delegados. As conclusões serão apresentadas na plenária final e organizadas em um documento que deve balizar o estabelecimento de novos parâmetros para o setor.

Na primeira edição, em 1957, foram lançadas as bases da atividade publicitária no Brasil, que fundamentaram a Lei nº 4.680. Naquele momento, o incipiente mercado clamava por união entre os agentes envolvidos para a estruturação e a regulação necessárias para o crescimento da atividade. Entre os resultados

mais importantes, destaca-se a concepção do Instituto Verificador de Circulação (IVC).

No segundo Congresso, realizado em 1969, durante a vigência do regime militar, o principal foco de discussões abordou a relação entre agências e anunciantes. A criação da bonificação por volume (BV), aprovada em plenário, foi uma das decisões mais relevantes do encontro.

Na terceira edição, que ocorreu em 1978, diante de um temor do mercado de que o governo militar sancionasse uma lei que obrigasse uma censura prévia às atividades publicitárias, surge o CONAR – Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária.

No IV Congresso Brasileiro, em 2008, que reuniu 1.800 participantes (o maior evento do setor já realizado na América Latina), foram criadas as bases da Lei nº 12.232, que estabeleceu uma nova regulamentação do setor.

O legado dos quatro primeiros Congressos possibilitou a estruturação do mercado publicitário brasileiro, conhecido por garantir a independência financeira, e, portanto, a liberdade editorial dos meios de comunicação. Outra marca do setor é a criatividade dos trabalhos, o que garantiu uma posição destacada do Brasil no cenário mundial.

Tabela de Preços

Ingressos

  1. Congressista (outros estados)

    BRL 1,900.00

     
  2. Congressista (Sao Paulo)

    BRL 3,680.00

    Valor desconto Para cadastros até As inscrições não estão sujeitas a cancelamento.
    BRL 2,944.00 Saturday, March 31, 2012 No Refunds
1:45 PM – 2:15 PM
Abertura do V Congresso
Abertura e boas vindas com Luiz Lara, presidente da LewLara / TBWA e presidente da ABAP.
2:15 PM – 2:45 PM
Palestra de Abertura – Arcebispo Desmond Tutu
O vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 1984, falará sobre “Liberdade e Democracia”. Desmond Mpilo Tutu nasceu em Klerksdorp, África do Sul em 7 de outubro de 1931. É arcebispo da Igreja Anglicana consagrado com o Prêmio Nobel da Paz por sua luta contra o Apartheid em seu país natal. Desmond é o primeiro negro a ocupar o cargo de Arcebispo da Cidade do Cabo, tendo sido também o Primaz da Igreja Anglicana da África Austral entre 1986 e 1996.
2:45 PM – 4:00 PM
Liberdade de Expressão e Democracia.
A intimidade dessa relação e a dependência que uma parte tem da outra. O Estado tutor e a proteção aos leitores, telespectadores, ouvintes e consumidores. Regulação, tutela e educação. O direito de informar e o direito à informação. Os riscos e as ameaças à liberdade de expressão plena. Legislação, regulação e independência editorial. Sociedade de consumo e consumo consciente. Consumo e desenvolvimento. O papel da educação no “bom arbítrio”. Educação x tutela. O estágio atual da educação no Brasil.
4:30 PM – 7:00 PM
Comunicação One-to-One: Personalização x Privacidade.
As novas tecnologias e as novas técnicas de comunicação personalizada. E os limites dela. Até onde a tecnologia pode personificar a comunicação. E até onde o consumidor quer ser identificado. As ferramentas de captação de informações sobre consumidores e seus hábitos, o uso mercadológico destas informações e, em contrapartida, a ética e o direito à privacidade.
4:30 PM – 7:00 PM
Grandes Eventos: Desafios e Oportunidades.
Além da Copa do Mundo em 2014 e das Olimpíadas em 2016, o destaque que o Brasil passa a ocupar no cenário global deverá atrair cada vez mais grandes eventos ao país. Como a Indústria da Comunicação deve se preparar para enfrentar os desafios técnicos e de legislação. E como aproveitar as oportunidades que os grandes eventos trarão ao setor.
4:30 PM – 7:00 PM
O Futuro da Profissão.
Com todas as revoluções pelas quais vem passando a comunicação, que tipo de perfil precisarão ter os profissionais dos próximos anos? Como as principais escolas de comunicação do mundo estão preparando seus alunos para o mercado. Uma pesquisa global entre escolas de comunicação será produzida pela ESPM. As opiniões de professores de grandes escolas globais de comunicação.
4:30 PM – 7:00 PM
Propriedade Intelectual, Legislação e Ética.
Como a indústria da criatividade deve valorizar e proteger seu ativo de maior valor: a idéia. A importância e a contribuição das ideias na geração de riquezas. Legislação: como é hoje e o que precisa ser feito. Como o assunto é tratado em outros países.
  • Tuesday, May 29, 2012
  • 8:30 AM – 12:30 PM
    Comunicação, Crescimento Econômico e Desenvolvimento Humano.
    A contribuição da Indústria da Comunicação ao crescimento econômico, desenvolvimento e inclusão social. Estamos cumprindo nosso papel? A Indústria da Comunicação e os entraves ao desenvolvimento: corrupção, burocracia, carga tributária.
    8:30 AM – 12:30 PM
    Criatividade e Sucesso.
    Comunicação, criatividade e sucesso: como estreitar essa relação e torná-la evidente. A Indústria da Comunicação é a indústria da criatividade e da inovação? Pode ser mais? Como a nossa criatividade pode contribuir para o nosso sucesso e para o sucesso dos nossos parceiros de negócios, clientes e consumidores. E como evidenciar a relação criatividade-sucesso em benefício da expansão da indústria.
    8:30 AM – 12:30 PM
    Regionalização.
    A força e a importância do “regional” num mundo globalizado. O desenvolvimento da Indústria da Comunicação nos mercados regionais. Conteúdo e cultura nacional. As oportunidades regionais em um país que cresce, quando o mundo se retrai. Se o trabalho “não é mais um lugar”, como incentivar o surgimento e o desenvolvimento de empresas e talentos em qualquer parte do Brasil?
    8:30 AM – 12:30 PM
    Sustentabilidade e Comunicação.
    Consciência e prática Consciência plena do sentido amplo de sustentabilidade. Sintonia entre consciência e prática. Relações de negócios visando a longevidade de fornecedores, parceiros e clientes. (Política de espremer um fornecedor com práticas comerciais leoninas, imprimir cartão de visita em papel reciclado e se anunciar como “empresa amiga da sustentabilidade”.) Sociedade de consumo e sociedade sustentável A comunicação é ferramenta do consumo. Mas de consumo sustentável. Consciente. Contribuições da comunicação para que o país se torne referência em sustentabilidade O que cada setor da Indústria da Comunicação deve fazer para cumprir sua parte e como pode influenciar a sociedade como um todo a adotar comportamentos em favor da sustentabilidade.
    2:30 PM – 7:00 PM
    As Empresas de Comunicação Brasileiras, o Mercado Global e a Marca Brasil.
    Na era da globalização, quais as oportunidades de internacionalização das empresas brasileiras de comunicação? O Brasil tem excelência em diversas áreas da comunicação, com empresas de todos os portes e profissionais de todos os segmentos. Que oportunidades têm essas empresas e profissionais para conquistar mercado internacional? E quais as barreiras para que isso se torne realidade?
    2:30 PM – 7:00 PM
    As novas tecnologias e as novas fronteiras da mídia.
    Uma nova definição de mídia. As novas tecnologias, as novas alternativas e até que ponto elas irão revolucionar o modelo atual de comunicação. Mais do que um cenário repleto de novas mídias, estamos vivendo um cenário de redefinição do que é mídia. De quanto será o mercado em 2014 ou 2016. Como planejar com tantas novas alternativas. O consumo de mídia e as novas gerações. Como a Indústria da Comunicação deve se preparar para os novos desafios impostos pela expansão do conceito de mídia. E como se aproveitar deles para melhor cumprir seu papel.
    2:30 PM – 7:00 PM
    Novos Caminhos para Criar e Fortalecer Marcas.
    A fragmentação da mídia, a exigência de novas competências para acertar o consumidor-alvo e a relevância atual e futura dos novos formatos de comunicação. Como atingir o consumidor num cenário de mudanças no consumo de mídia e no comportamento dos consumidores. Os novos formatos serão capazes de criar e fortalecer marcas, gerar preferência e conquistar a felicidade do consumidor?
    2:30 PM – 7:00 PM
    O Consumidor com a Palavra.
    As redes sociais deram voz ao consumidor. O SAC, uma conquista recente dos consumidores, será substituído pelas redes sociais, sobre as quais ninguém tem controle? Como entender o consumidor neste novo cenário, em que todos falam mesmo sem ser chamados a falar.
  • Wednesday, May 30, 2012
  • 8:30 AM – 12:30 PM
    Revisão e aprovação das teses do V Congresso
    Revisão e aprovação em plenário das 13 teses. Leitura e aprovacão da Carta do ‘V Congresso’. Cerimônia de encerramento.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s