Casamento: Como economizar nesse dia tão importante?

Veja se esta história parece familiar: até ficar noiva você nunca imaginou que existissem tantos fornecedores, ideias e detalhes em torno da palavra casamento. A cada mês que passa descobre mais opções de lembrancinhas. Suas amigas indicam aquela banda animada que você nem sequer planejou contratar. Cresce uma vontade louca de pôr flores aqui e ali. E o seu noivo, claro, começa a ficar transtornado só de pensar em “até onde isso tudo vai parar”. Calma, não é só com você! Mas… como equilibrar festa perfeita com orçamento disponível?

Organizar o casamento é uma delícia, mas pode se tornar pesadelo se você não souber negociar nem estipular metas. Para começar, estabeleça com seu noivo e familiares quanto querem investir nesse sonho. Daí em diante é preciso ter foco para não perder o controle. Vão falar que você precisa de milhares de doces, de lembrancinhas fabulosas, disso e daquilo, e que se a sua festa não tiver tal coisa não será legal. Não é bem assim.

Por isso a primeira regrinha é: PRIORIZAR. Torna tudo mais fácil. Pode ser que seu sonho seja entrar num carrão importado ou ver uma queima de fogos, mas a minha experiência diz que as maiores preocupações das noivas costumam ser vestido e fotógrafo. Faz sentido. É a roupa mais importante de todas. E as imagens contarão aquele dia especial pelo resto da vida do casal. Já a ala masculina, no geral, prioriza boa comida e bebida associada ao entretenimento. Afinal, os convidados estarão lá para celebrar o seu amor, mas também querem se divertir! Pergunto: será que você não está pondo dinheiro no que não é sua prioridade (nem do noivo)?

Prioridades estabelecidas, hora de PESQUISAR. Orce com uns três fornecedores de cada área. E aquele com quem você se identificar de cara pode ser sua referência para indicar outros, já que o resultado é melhor quando todos os envolvidos na festa têm sintonia.

Com propostas em mãos, fique à vontade para COMPARAR. Um fotógrafo que tem anos de experiência, equipamentos novos, material superior de álbum, equipe e estúdio, salários e impostos a pagar logicamente custará mais caro em relação àquele novato sem as mesmas despesas e experiência. Não vale dizer ao primeiro que o outro fulano cobra menos. A comparação é injusta. Mais: adicione à conta o item empatia, essencial para você se sentir confiante no grande dia.

Preparada para NEGOCIAR com os fornecedores? Pechinchar já faz parte da cultura brasileira, então a gente sempre dá aquela perguntadinha básica: “Tem desconto?” Nenhum mal nisso, apenas você pode escutar um redondo não. E aí entra a negociação: além de usar como argumento a comparação que fez, pode lançar mão de criatividade. Por exemplo, uma noiva que queria passar a noite de núpcias num hotel caro juntou mais dez com o mesmo objetivo e, assim, obteve preço especial para o grupo. Outras se juntam para comprar em conjunto bem-casados, chinelos, lembrancinhas e conseguem fazer valer o poder da barganha! Saiba a hora de parar também. Se o fornecedor não estiver confortável com o valor que você pretende pagar, melhor nem tê-lo no seu casamento, não é? E quando tudo parecer sair do seu controle? Sente, respire e lembre-se de que você conquistou o maior ouro, que é o amor. Já fui a muitos casamentos, e os melhores foram com casais apaixonados se divertindo para valer. E, se o começo deste texto foi familiar a você, o final também será: é verdade quando dizem que no fim tudo dá certo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s