Barriguinha Tanquinho!! Dieta do DNA é novidade para secar gorduras e detectar doenças

Estudo dos genes indica cuidados personalizados e eficazes para emagrecer

por Ana Flora Toledo
Dieta do DNA é novidade para secar gorduras e detectar doenças title=

Você deve ter ouvido falar da dieta do tipo sanguíneo. Ela era a última moda no mundo das dietas, prometendo ser capaz de indicar a alimentação e os exercícios necessários para emagrecer grupos de pessoas com sangue dos tipos O, A, B e AB. Pois bem, ela era a última moda! A novidade agora é a dieta do DNA, que anuncia ser muito mais eficaz.

“Quando você analisa um exame de sangue, ele não é extremamente confiável, uma vez que os resultados podem mudar com o passar dos anos ou mesmo dependendo do que a paciente comeu no dia. Já quando você estuda os genes de um bebê, eles serão os mesmos quando a pessoa for adulta. Isso faz com que seja possível detectar características próprias de cada indivíduo, permitindo um estudo capaz de indicar a dieta ideal e personalizada que vá solucionar um problema isolado”, conta o médico nutrólogo Máximo Asinelli, que explica como funciona esse mapeamento genético.

“Através da saliva o médico realiza um exame que em cerca de 20 dias úteis mostra ao especialista o resultado da análise. O médico tem acesso a todas as características genéticas da pessoa e observa alguns genes em especial, capazes de indicar mutações que favoreçam a obesidade e as doenças relacionadas a ele, a compulsão alimentar e ainda a capacidade de quebra de gordura de cada organismo”.

Com isso é possível entender o motivo de algumas pessoas comerem pouco ou fazerem atividade física com frequência e mesmo assim apresentarem peso muito elevado. “Sabendo disso, o médico pode indicar qual o tipo de gordura possível de consumir para não engordar e ainda planejar a atividade física ideal para trabalhar a área mais carente do corpo”, orienta o especialista em nutrigenômica. Ele lembra ainda que doenças genéticas não têm cura, mas por meio desse mapeamento é possível manter a qualidade de vida.

Médicos de todo o Brasil já estão adotando o método, mas ainda sem cobertura de grande parte dos planos de saúde. Para as interessadas, basta procurar um profissional que tenha o equipamento necessário para coleta de saliva e buscar informação sobre custos do tratamento. “É preciso frisar que não é apenas uma dieta, mas também uma avaliação médica, que pode inclusive prescrever medicamentos para auxiliar no emagrecimento e na manutenção da saúde, uma vez que é capaz de detectar problemas como diabetes, hipertensão, colesterol alto e problemas cardiovasculares”, finaliza Asinelli.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s