Nada a perder (2ª edição) – Bispo Macedo

Para mim o Livro – NADA A PERDER (2ª edição) é simplesmente SENSACIONAL!! O Livro está cada vez melhor e eu estou totalmente ansiosa para o próximo livro!. Nesse livro, o Bispo Macedo revela totalmente o que aconteceu com ele e as perseguições que ele passou. Eu simplesmente A.M.E.I!!!

Você aprende muito e passa a dar mais valor com a Leitura desse Livro.

tem uma parte que me deixou bem pensativa. Onde ele diz: ” E se você não conseguir ir mais para igreja, e se você procurar uma igreja e não achar mais? Realmente, hoje a maioria das pessoas negam, mas e se um dia realmente precisarmos e ela não estiver mais lá? Precisamos muito de Deus e é lá que realmente vamos encontra-LO.

Eu amei o livro e super indico para quem quiser ler. Faz muito bem, te ajuda muito. Tem muitos ensinamentos e palavras de Fé e Determinação.

 

VALE A PENA LER!!!

 

bJSS

(OBs. Já li uns 10 livros que preciso colocar aqui!!! )

Anúncios

Nada a Perder – A Biografia do Bispo Macedo

“Momentos de convicção que mudaram minha vida” Bp. Edir Macedo.

Amigos e amigas do Blog da Mahh, li esse livro nessa semana e sinceramente considerei um dos livros de maior importância para nossa lista de leituras obrigatórias (eu tenho uma lista) eu gostei muito, foi um livro que me ajudou evainda está ajudando em um momento espiritual que estou precisando muito, tenho certeza que de alguma forma ajudará à todos que lerem, cada um pode ser de uma forma diferente. Bom, mas vou falar um pouco do livro e o que me interessou mais.

Em primeiro lugar, uma pessoa que em momento algum se engradece e somente ao Deus maravilhoso e espírito Santo já merece meu respeito desde o principio, Deus é muito maravilhoso e ELE é o único digno de todo louvor e adoração, odeio apóstolos, pastores e afins que SE consideram alguma coisa importante, DEUS é TUDO, nós nada.

Ele conta um pouco da história em que ficou preso e como foram os dias tenebrosos na cadeia, mostra como o Poder de DEUS é supremo e como ELE é justo para os que o amam e confiam nele. De como foi quando ele foi liberto das crenças em falsos deuses, quando ele conheceu à DEUS e teve um encontro com ELE.

Uma palavra que me chamou muita atenção foi um subtítulo do 2º Capítulo intitulado “Perdoar é preciso”, gente, vocês precisam saber o quanto o perdão é importante na nossa vida, guardar mágoa de alguém só serve para nos afastar mais e mais de DEUS, até o ponto de nem escutarmos mais ELE, ou nunca o conhecermos! É muito sério, por isso que achei muito importante esse capítulo pois ele mostra que o perdão não é fácil, mas é necessário. E Não fala apenas de seríssimas mágoas, e sim de pequenas, como disse: “Eu procurava ser simpático e sincero, tanto que fazia amizades com facilidade, mas, se alguém fizesse algo contra mim, eu me enfurecia e desprezava essa pessoa a ponto de nunca mais querer saber dela. Eu não perdoava, e ponto” Não pode!! “Eu acreditava que o tempo era capaz de apagar meus ressentimentos. Mas não!”. Disse mais “Não existia outro caminho: Para encontrar a Deus eu precisava perdoar.” O Perdão é um dos atos básicos da fé cristã. É tão importante que Jesus disse que não devemos perdoar apenas sete vezes, mas setenta vezes sete. O Perdão tem que ser infinito. Foi muito importante esse capítulo.

No decorrer do livro ele fala mais sobre as dificuldades que enfrentou em seu ministério e em como ninguém acreditava nele, apenas sua mãe e Ester – Ele disse várias vezes isso no decorrer do livro. Mas DEUS em primeiro lugar acreditou nele e transformou a IURD no que ela é hoje, que ajuda a tantos com suas palavras e a manifestação de um verdadeiro DEUS. Sua sede de ganhar almas é impressionante.

Mas nem tudo foi fácil, ele falou sobre a doença de sua filha, Viviane, os traumas de sua outra filha, Cristiane, o dia que deixou a igreja em que congregava com sua esposa e quando teve que abandonar o emprego fixo e garantido que tinha na lotérica. Enfim, foram momentos decisivos que teve que tomar em sua vida e o levaram até onde está hoje, e como ele disse no livro, tudo o que ele tem não é nada perto da comunhão que tem com DEUS que é o que mais importa para o bispo.

“Se as águas do mar da vida quiserem te afogar,

Segura na mão de Deus e vai.

Se as tristezas dessa vida quiserem te sufocar,

Segura na mão de Deus e vai.

Segura na mão de Deus, segura na mão de Deus,

Pois Ela, ela te sustentará.

Não temas, segue adiante e não olhes para trás,

Mas segura n mão de Deus e vai.”

Uma palavra que considerei muito forte no livro: “O visionário tem novas ideias e descortina novos horizontes. O Idealista usa sua capacidade de inteligência para realizar”.

No final do livro tem uma oração de fé e muito forte que diz que sua vida está no altar e por isso não tem nada a perder, tudo é de DEUS. Tenho certeza que quem ler esse livro não vai perder seu tempo e sim ganhará muitas dicas de experiências conseguidas pelo tempo de um grande homem, que muitos odeiam, mas um sincero homem de DEUS.

Mariam Zoghbi.

O CAMINHO PARA ETERNIDADE

 

Bom diaa Meus grandes amigos!

Esse Final de semana eu assisti um filme muito lindo e muito espiritual, em que Jesus, sim Jesus Cristo o próprio, aparece em carne e osso para salvar um grupo de pessoas que passariam por uma estrada perigosa. Sério mesmo, dá muita vontade de encontrar Jesus de verdade! É super intenso.

A história começa com um homem muito arrogante, rico e famoso; um casal à beira do divórcio, uma linda moça que ouve muito a Deus e uma adolescente que estão passando por uma estrada. Ao chegar a certo ponto o guarda para eles avisando que a estrada estava bloqueada por que tinha acontecido um desabamento, Eles ficam nervosos mas a moça sugere ir a uma lanchonete que tinha lá perto para aguardar e usa o telefone. Todos vão à lanchonete, e lá que está Jesus. Ele é muito dócil e amoroso e tenta aí ajudar a todos que estão naqueles lugares, que carregam problemas muito complicados em sua vida.

Alguns o escutam e se determinam a mudar de vida, outros não. Uma história muito linda que vale suuper a pena assistir! Jesus se preocupa conosco muito e sempre quer fazer de tudo para nos ajudar, o problema é que nem sempre o escutamos.

Ele fala no filme uma palavra que me tocou profundamente, Nós queremos muitas coisas, queremos e queremos, mas, nem sempre o que queremos é o que precisamos! E DEUS quer dar aquilo que precisamos! Muito forte né! Amei. Assistam e me contem.

bjusss

 

 

A volta de Jesus: A glória do Senhor Jesus

Depois de morto, ressuscitado e glorificado, o Senhor Jesus Cristo assumiu a Sua natureza divina, a qual o apóstolo Paulo descreve assim:

“Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele. Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste.” (Colossenses 1.15-17)

 

Será assim o Senhor glorificado que o apóstolo João vê? Inicialmente, não. Vejamos o texto:

 

“Voltei-me para ver quem falava comigo e, voltado, vi sete candeeiros de ouro e, no meio dos candeeiros, um semelhante a filho de homem, com vestes talares e cingido, à altura do peito, com uma cinta de ouro.” (Apocalipse 1.12,13)

 

Notemos que primeiro o apóstolo vê os sete candeeiros de ouro: “…e os sete candeeiros são as sete igrejas” (Apocalipse 1.20). O que logo chama a atenção aqui é que João, antes de ver o Senhor Jesus glorificado, vê a Sua Igreja!

 

E o Senhor Jesus no meio da Sua Igreja: “e, no meio dos candeeiros, um semelhante a filho de homem…” (Apocalipse 1.13)Significa que ninguém é capaz de ver o Senhor Jesus em glória a não ser através da Sua Igreja.

Em outras palavras, para que as pessoas possam ter acesso à glória do Senhor Jesus, isto é, à salvação eterna, precisam ver esta mesma glória na Sua Igreja. Daí a grande responsabilidade daqueles que fazem parte dela, especialmente os seus dirigentes!

Como uma Árvore

“Porque será como as árvores plantadas junto aos cursos de água, que dão fruto na época própria, e cujas folhas não murcham. Todo o seu fruto é bom. Mas não são assim os que vivem sem Deus! São, antes, como a palha que o vento leva.” (Salmo 1.3,4)
 
As pessoas que se dispõem em se desviar daqueles que não têm a mesma fé e se atentam às Palavras de Deus dia e noite, são como essas árvores plantadas junto às aguas. Você já viu árvores assim? Elas são lindíssimas! São bem verdinhas, aliás, o verde delas é diferente, é bem vivo e saudável.
 
E como a própria Palavra nos ensina, elas dão fruto na época própria. Isso quer dizer tanto… Tudo o que acontece com você vem na hora e no momento certos, pois os frutos que você dará através desses acontecimentos serão de muito bom grado a todos. É como aquela árvore que sempre dá os seus frutos um certo mês do ano e não falha. Seus frutos são tão bons que o fazendeiro confia nela, mesmo sendo uma simples árvore. Ora, como você acha que o fazendeiro vai tratar essa árvore? Agora, imagine Deus, como Ele cuida das pessoas como essa árvore?
As folhas dela não murcham. Ela está sempre forte, sempre saudável, sempre pronta para a próxima seara! Ou seja, vem o vento, vêm as tempestades, vem a seca, vem o que for, essa árvore não murcha de jeito nenhum. Todo o seu fruto é bom, faz bem não somente a ela mesma, mas a todos ao seu redor.
 
Agora, “não são assim os que vivem sem Deus! São, antes, como a palha que o vento leva”. Ou seja, as pessoas que não querem deixar as amizades mundanas, o namorado que não é da mesma fé e os caminhos que não as levam a Deus não dão frutos bons; quando dão são na época errada e suas folhas são murchas.
Fonte: Folha Universal

Leia com atenção uma história muito linda

Todos os domingos à tarde, depois do culto da manhã na igreja, o velho pastor e seu sobrinho de 11 anos saíam pela cidade e entregavam

folhetos com mensagens de salvação.

Numa tarde de domingo, quando chegou à hora do pastor e seu sobrinho saírem pelas ruas com os folhetos, fazia muito frio lá fora e também chovia muito. O menino se agasalhou e disse:

-Ok, tio , estou pronto. ‘

E o pastor perguntou:

-‘Pronto para quê?’:

-‘Tio, está na hora de juntarmos os nossos folhetos e sairmos. ‘

O pastor respondeu:

-‘Filho, está muito frio lá fora e também está chovendo muito. ‘

O menino olhou surpreso e perguntou:

-‘Mas tio, as pessoas não vão para o inferno até mesmo em dias de chuva?’

O pastor respondeu:

-‘Filho, eu não vou sair nesse frio. ‘

Triste, o menino perguntou:

-‘Tio, eu posso ir? Por favor!’

O pastor hesitou por um momento e depois disse:

-‘Filho, você pode ir. Aqui estão os folhetos. Tome cuidado, filho. ‘

-‘Obrigado, tio!’

Então ele saiu no meio daquela chuva. Este menino de onze anos caminhou pelas ruas da cidade de porta em porta entregando folhetos a todos que via.

Depois de caminhar por duas horas na chuva, ele estava todo molhado, mas faltava o último folheto. Ele parou na esquina e procurou por
alguém para entregar o folheto, mas as ruas estavam totalmente desertas. Então ele se virou em direção à primeira casa que viu e
caminhou pela calçada até a porta e tocou a campainha. Ele tocou a campainha, mas ninguém respondeu. Ele tocou de novo, mais uma vez, mas ninguém abriu a porta. Ele esperou, mas não houve resposta.

Finalmente, este soldadinho de onze anos se virou para ir embora, mas algo o deteve. Mais
uma vez, ele se virou para a porta, tocou a campainha e bateu na porta bem forte. Ele esperou, alguma coisa o fazia ficar ali na varanda. Ele tocou de novo e desta vez a porta se abriu bem devagar.
De pé na porta estava uma senhora idosa com um olhar muito triste. Ela perguntou gentilmente:

-‘O que eu posso fazer por você, meu filho?’

Com olhos radiantes e um sorriso que iluminou o mundo dela, este pequeno menino disse:

-‘Senhora, me perdoe se eu estou perturbando, mas eu só gostaria de dizer que JESUS A AMA MUITO e eu vim aqui para lhe entregar o meu
último folheto que lhe dirá tudo sobre JESUS e seu grande AMOR. ‘

Então ele entregou o seu último folheto e se virou para ir embora.
Ela o chamou e disse:

-‘Obrigada, meu filho!!! E que Deus te abençoe!!!’

Bem, na manhã do seguinte domingo na igreja, o Pastor estava no altar, quando a culto começou ele perguntou:

– ‘Alguém tem um testemunho ou algo a dizer?’

Lentamente, na última fila da igreja, uma senhora idosa se pôs de pé.
Conforme ela começou a falar, um olhar glorioso transparecia em seu rosto.

– ‘Ninguém me conhece nesta igreja. Eu nunca estive aqui. Vocês sabem antes do domingo passado eu não era cristã. Meu marido faleceu a algum tempo deixando-me totalmente sozinha neste mundo. No domingo passado,
sendo um dia particularmente frio e chuvoso, eu tinha decidido no meu coração que eu chegaria ao fim da linha, eu não tinha mais esperança ou vontade de viver.

Então eu peguei uma corda e uma cadeira e subi as escadas para o sótão da minha casa. Eu amarrei a corda numa madeira no telhado, subi na cadeira e coloquei a outra ponta da corda em volta do meu pescoço.
De pé naquela cadeira, tão só e de coração partido, eu estava a ponto de saltar, quando, de repente, o toque da campainha me assustou. Eu pensei:

-‘Vou esperar um minuto e quem quer que seja irá embora. ‘

Eu esperei e esperei, mas a campainha era insistente; depois a pessoa que estava tocando também começou a bater bem forte. Eu pensei:

-‘Quem neste mundo pode ser? Ninguém toca a campainha da minha casa ou vem me visitar. ‘

Eu afrouxei a corda do meu pescoço e segui em direção à porta, enquanto a campainha soava cada vez mais alta.

Quando eu abri a porta e vi quem era, eu mal pude acreditar, pois na minha varanda estava o menino mais radiante e angelical que já vi em
minha vida. O seu SORRISO, ah, eu nunca poderia descrevê-lo a vocês!
As palavras que saíam da sua boca fizeram com que o meu coração que estava morto há muito tempo SALTASSE PARA A VIDA quando ele exclamou com voz de querubim:,

-‘Senhora, eu só vim aqui para dizer QUE JESUS A AMA MUITO. ‘

Então ele me entregou este folheto que eu agora tenho em minhas mãos.

Conforme aquele anjinho desaparecia no frio e na chuva, eu fechei a porta e atenciosamente li
cada palavra deste folheto.

Então eu subi para o sótão para pegar a minha corda e a cadeira. Eu não iria precisar mais delas. Vocês vêem – eu agora sou uma FILHA
FELIZ DE DEUS!!!

Já que o endereço da igreja estava no verso deste folheto, eu vim aqui pessoalmente para dizer OBRIGADO ao anjinho de Deus que no momento certo livrou a minha alma de uma eternidade no inferno. ‘

Não havia quem não tivesse lágrimas nos olhos na igreja.
o Velho Pastor desceu do altar e foi em direção a primeira fila onde o seu anjinho estava sentado. Ele tomou o seu sobrinho nos braços e
chorou copiosamente.

Provavelmente nenhuma igreja teve um momento tão glorioso como este.

Bem aventurados são os olhos que vêem esta mensagem. Não deixe que ela se perca, leia-a de novo e passe-a adiante.

Lembre-se: a mensagem de Deus pode fazer a diferença na vida de alguém próximo a você.

Por isso…

– Me perdõe se eu estou perturbando, mas eu só gostaria de dizer que JESUS TE AMA MUITO e eu vim aqui para lhe entregar o meu último folheto.

O sono da Morte

Nem sempre o sonho se dá durante a noite de sono. Os que sonham os sonhos de Deus o fazem durante o dia, porque aliam a fé com a razão.

Por outro lado, olhos atentos durante o dia não evitam o sono da morte. É o que tem acontecido com os caídos e teimosos.

Um dia, estiveram de pé. Conquistaram significativas vitórias em várias áreas da vida.

Mas, por um descuido na fé, se deixaram levar pelo sentimento e caíram.

Caíram por questões sentimentais, amor ao dinheiro ou por sentimento ferido. O motivo não vem ao caso…

O fato é que caíram.

Tinham como se levantar? Sim.
Conheciam o caminho? Claro!
E por que não o fizeram?
Orgulho.

O orgulho alimentava a ideia: o que vão pensar de mim? E a minha imagem?

Ou seja, não estavam preocupados por terem entristecido o Espírito de Deus.

Um dos maiores heróis da fé, senão o maior, confessou: “Cozinhei sobre a minha pele a túnica e revolvi o meu orgulho no pó”. Jó 16.15

Na sua maior dor e aflição, o rei Davi clamou:
“Atenta para mim, responde-me, Senhor Deus meu! Ilumina-me os olhos, para que eu não durma o sono da morte.” Salmo 13.3

Quem sabe você, minha amiga ou meu amigo, não esteja dormindo o sono da morte por conta do orgulho?

Livre-se dele enquanto você está vivo (a)!
Melhor é viver humilhado do que descer ao inferno cheio de si.

Só o sacrifício é capaz de quebrar o maldito orgulho.

Tenha compaixão, ó meu Deus, dos possuídos do espírito de orgulho.