Dormiu pouco? Não adianta tirar o atraso no fim de semana

Ficar na cama até mais tarde nos finais de semana pode nos deixar ainda mais sonolentos.

Se você é daqueles que acham que dormir até mais tarde nos finais de semana serve para tirar o atraso, temos más notícias! Segundo uma matéria publicada pelo The Telegraph, um estudo realizado por pesquisadores da Universidade do Texas apontou que, em vez de tirar o atraso, essas longas horas na cama podem, na verdade, nos deixar ainda mais sonolentos.

De acordo com a pesquisa, embora seja uma delícia dormir até mais tarde nos finais de semana, esse sono extra não repõe as horas de perdidas durante os outros dias, podendo, inclusive, fazer com que nos sintamos ainda mais cansados quando tenhamos que enfrentar a semana que vem por aí.

Segunda-feira da preguiça

Segundo os pesquisadores, quando dormimos muito nos finais de semana, fazemos com que os nossos relógios biológicos cheguem a se atrasar em até duas horas, o que nos leva a não ter sono no domingo à noite e dificulte a ainda mais a árdua tarefa de acordar no horário na segunda-feira de manhã. Você deve estar familiarizado com esse sofrimento, não é mesmo?

Entretanto, se você quiser recarregar as baterias durante o final de semana, os pesquisadores sugerem que você vá para a cama mais cedo e durma não mais do que oito horas, em vez de ficar se enrolando na cama até não aguentar mais.

O Sonho da Casa Própria

Adquirir a tão sonhada casa própria nunca foi tão fácil para os brasileiros. Com o acesso ao crédito facilitado e o mercado da construção civil aquecido, as oportunidades são muitas e variadas. Contudo, esse sonho ainda tem um preço e é preciso avaliar bem a possibilidade de pagar por ele antes de encaminhar um financiamento.

A vice-presidente da Ordem dos Economistas do Brasil, Celina Martim Ramálio, aconselha cautela e bastante análise antes de se comprometer com um financiamento. “Os juros baixos e os prazos prolongados são uma tentação, mas é preciso ver a aquisição da casa própria como um investimento que precisa agregar valor na formação de patrimônio no longo prazo”, afirma.

Segundo a profissional, é sempre bom entrar em contato com mais de uma instituição e fazer uma simulação de financiamento, identificando as melhores taxas e condições. Depois, é interessante comparar o rendimento com o de outras formas de investimento, como a bolsa de valores, por exemplo, e se certificar de que a aquisição do imóvel é mesmo uma opção lucrativa, ou seja, que faz o seu dinheiro render.

Para quem paga aluguel, o financiamento pode ser uma ótima solução. “Pagar a prestação de um imóvel que será seu, é, sem dúvida, melhor do que gastar em aluguel. Contudo, é importante que a prestação não comprometa mais do que 25% do orçamento para evitar endividamento”, diz a especialista.

Além disso, Ramálio sugere que seja dado de entrada o maior valor possível, para que as prestações sejam as menores possíveis. “Imprevistos acontecem e é sempre bom ter uma margem segura de renda para cobrir todos os gastos sem precisar apelar para empréstimos que podem não compensar o bom negócio feito com o financiamento”, alerta a economista. Outro cuidado que precisa se ter tomado é, se o imóvel adquirido está na planta, ou seja, ainda vai ser construído, é preciso calcular o Índice Nacional de Custo da Construção(INCC), uma taxa que incide sobre a parcela fazendo com que ela aumente mês a mês. E, ainda nesse caso, é importante considerar que na entrega do imóvel será cobrada a parcela da chave que geralmente é um valor significativo.

Cuidado, insônia pode causar crise no relacionamento

    

Seu marido reclama que você dorme tarde ou se revira demais na cama até cair no sono? Cuidado, sua falta de potencial para “Bela adormecida” pode colocar um fim no romance. Mulheres com dificuldade para adormecer têm altas chances de crise no relacionamento, é o que sugere estudo recente da Universidade de Pittsburgh.

    Ao longo de dez noites, a qualidade do sono de 35 casais foi mapeada por meio de fatores como: quanto tempo levou para cada parceiro adormecer, o tempo total de sono e o número de vezes que acordaram durante a noite. Questionários diários relatavam as interações negativas ou positivas no dia seguinte. A ala feminina com problemas de insônia foi vítima de queixas dos parceiros, que sentiam-se criticados ou ignorados após a noite mal dormida. Já em homens, a associação entre sono e relação amorosa não foi notada.

     Em entrevista à revista americana Time Magazine, o pesquisador-chefe Wendy Troxel interpreta o resultado: “Mulheres tendem a ser mais comunicativas e os homens mais reprimidos nos relacionamentos. Depois de uma má noite de sono, as mulheres podem ser mais propensas a manifestar irritação ou frustração, enquanto os homens costumam reter isso.”

Eleitos de Deus

 

São os chamados e escolhidos.

Qual seria o critério usado por Deus para separar os escolhidos? Coragem.

O Espírito de Deus não combina com o espírito do covarde.

No passado, o Senhor usou a meretriz Raabe e Jefté, filho de outra meretriz, para livrar Seu povo.

Os valentes de Davi se achavam em aperto, endividados e amargurados de espírito. I Samuel 22.2

Além deles, havia homens maus e até filhos de Belial. I Samuel 30.22

Porém, todos tinham algo em comum: coragem.

Não tinham nada a perder.

Os 300 de Gideão já eram revoltados, antes de serem escolhidos. Por conta disso, foram selecionados.

Os eleitos de Deus não são os corajosos que sacrificam ofertas, mas são pessoas dispostas a assumir a fé cristã, numa sociedade pagã dominada pelo espírito de Sodoma e Gomorra, e, mesmo assim, manter o caráter Divino.

“O Reino de Deus é possuído por valentia e os valentes se apoderam dele.” Mateus 11.12 – tradução Reina Valera.

Ao contrário dos covardes na fé, os eleitos têm assumido o caráter íntegro cristão diante dos “cristãos piratas ou irmaus”.

Os eleitos têm coragem de negar à carne e suas concupiscências, por questão de temor a Deus.

O Senhor não Se envergonha deles, da mesma forma como não Se envergonhou dos heróis da fé do passado. Por isso, herdarão o Reino dos céus.

Seja Valente! Seja corajoso! Seja Revoltado! Pois Deus é com você te tornando capaz!

Fonte: Blog Bispo Macedo

Descubra o que fazer para o relacionamento continuar dando certo no casamento

     Por mais difícil que seja a vida a dois, todo mundo quer assumir esse desafio e fazer a relação dar certo. Confira algumas lições que vão fazer com que você se conecte ou se reconecte com a pessoa amada – não importa se já é casada ou se a cerimônia ainda vai acontecer.

1. Investir sempre
A vida tem uma carga de stress capaz de desestabilizar qualquer casamento. Por isso, é necessário fazer uma reserva de amor para tempos difíceis. Uma conversa íntima, um momento de amor, a companhia em um passeio de mãos dadas… Esses atos de amor são o saldo positivo e você pode recorrer a eles sempre que preciso.

2. Dizer o que sente
O antagonismo é contraproducente, não leva a nada. O caminho do entendimento está em trocar a raiva por um discurso sincero e amoroso. Assim, mesmo que voltem a ter problemas na mesma área, não se posicionarão como inimigos.

3. Priorizar o casal
Parece chocante, mas é simples: cuidar primeiro de vocês e depois dos filhos. Uma mãe obcecada, superprotetora e superpresente deixa pouco espaço para o pai atuar. Sem perceber, ela o afasta de seus filhos ao mesmo tempo que desvia a atenção dos problemas que os dois deviam estar tentando superar para seguirem juntos e felizes.

4. Estipular seus limites
Jogar a toalha no chão, esquecer datas importantes, estar sempre atrasado… Para algumas situações, você pode fechar os olhos; para outras, não. Então, posicione-se com transparência. Quando souber exatamente quais são as suas prioridades, estabeleça os seus limites.

5. Ser feliz sozinha
A felicidade individual depende de cada um. Uma coisa é você desfrutar tudo de bom que ele traz para a sua vida, outra é achar que ele tem a obrigação de fazê-la feliz. Infelizmente muitas de nós entram no casamento imaginando que serão salvas de suas dores e frustrações pelas mãos do marido. Esse engano é a fonte de infelicidade de milhares de relacionamentos.

6. Tirar férias juntos
Poucas coisas são mais eficazes para reacender o entusiasmo numa relação do que um tempo de lazer. Alguns casais, sem ter noção exata da importância de sair da rotina e respirar novos ares, nem fazem planos de férias conjuntas. Outros se habituam tanto com o ritmo alucinante de vida que inventam motivos para adiar os projetos.

7. Aceitar o conflito
Muitas vezes, por incapacidade de expressar-se honestamente, você não empurra a mágoa para debaixo do tapete e finge que está tudo bem? Temendo o confronto, não armazena a ira até que o sentimento reprimido azeda, vira ressentimento e machuca o outro, que se sente traído?  Em vez de fugir do conflito que surge das diferenças, acolha-o com curiosidade e interesse.

8. Aprender a perdoar
O processo de abrir mão do rancor começa quando percebemos que estamos minando a própria vida ao cultivá-lo. Para muitas pessoas, o impulso de retaliação e de punição é muito forte, sentem-se traídas e injustiçadas. Por isso, não devemos nos culpar, e sim nos perdoar também: por não sermos perfeitas, por termos dificuldade de perdoar.

9. Ter vida própria
Como se fazer tudo juntos fosse a receita do casamento perfeito, muitos casais não se permitem atitudes individuais. No começo, até pode funcionar, mas com o tempo aquela sensação de conforto, segurança e proximidade passa a ser percebida como controle, prisão e ressentimento. Para o relacionamento dar certo, cada um precisa estar seguro na própria vida e ao mesmo tempo conectado com o outro.

10. Respeitar e ouvir
Nada mais frustrante, irritante e desanimador do que contar um problema e ouvir o comentário de que você está fazendo tempestade em copo d’água. Geralmente usamos esse discurso quando não conseguimos controlar o nosso desconforto por não saber a saída de um impasse. Então, em vez de apoiar o sentimento do parceiro, fazemos com que se sinta criticado e julgado.

Conteúdo do site CLAUDIA

Viva seus sonhos!

Sonhar não é apenas fechar os olhos e ver um mundo lindo que você não pode tocar, e até acha legal mas não imagina aquilo para sua vida, Sonhar é poder ver com os olhos abertos o que você mais deseja e conseguir força dentro da sua alma para lutar e conseguir realizá-lo! Materializar aquilo que você quer sem medir obstáculos mas com garra e vontade de ser feliz. 

Porque quem se esforça para fazer um sonho que aparentemente parece impossível ser realizado quando o alcança se sente a pessoa mais realizada do mundo e tudo que passou para alcançá-lo não importa mais.

Então, pare um pouco, sonhe com o futuro, com uma vida difente ou até algo que você quer muito e apenas o-faça!

“A fé em Deus nos faz crer no incrível, ver o invisível e realizar o impossível.”